UGANDA: Ativistas LGBT+ anunciam planos para o Orgulho (PortugalGay.pt)
Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Quarta-feira, 7 Março 2018 10:17

UGANDA
Ativistas LGBT+ anunciam planos para o Orgulho



Ativistas LGBT+ do Uganda anunciaram planos para realizar um evento Pride este ano após uma violenta repressão em 2016, com rusgas e detenções no evento.


O evento de 2016 foi alvo de fortes ameaças por parte das autoridades de que iriam aplicar o Código Penal que criminaliza a homossexualidade no país e que todos os participantes seriam detidos. O evento resultou em múltiplas detenções e violência policial.

Dadas as circunstâncias o evento oficial de 2017 foi cancelado, embora tenha havido uma pequena manifestação no mesmo dia que, novamente, foi alvo das autoridades e vários participantes foram detidos incluindo o organizador e diretor executivo da organização Sexual Minorities Uganda (SMUG), Frank Mugisha.

O ativista Isaac Mugisha (não relacionado com Frank Mugisha) disse ao The Daily Beast que ele e outros ativistas LGBT+ estão a trabalhar ativamente com aliados para garantir que os próximos eventos do Orgulho LGBT+ possam decorrer sem violência.

A situação atual é muito diferente da de 2015. Na altura, apenas meia dúzia de LGBTS se reuniram. Agora temos centenas de pessoas que desejam reunir-se para um evento de Orgulho Isaac Mugisha

.

Frank Mugisha referiu que vão inciar planos para o evento Pride 2018.

A nossa visibilidade ainda é muito importante para nós, e esperamos ter um Pride este ano, e um evento muito maior Frank Mugisha

Mas as coisas não são cor-de-rosa, mesmo com os esforços para sensibilizar as instituições e os legisladores, ainda há muita discriminação e violações dos direitos de pessoas LGBT+ no Uganda.

Mas nem todos concordam com Frank e Isacc, Adrian Jjuuko, diretor executivo do Human Rights and Awareness and Promotion Forum (HRAPF), disse:

Na minha perspectiva, não vejo nenhum progresso, particularmente na organização LGBT. Pelo contrário, a situação parece estar a piorar desde 2016. Adrian Jjuuko

A sede do HRAPF foi invadida em maio e um segurança foi morto os escritórios foram saqueados.

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas SETE e OITO.
Depois clique em OK.

© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal