EUA: Candidato homofóbico ao Senado acusado de abusar sexualmente de menina de 14 anos (PortugalGay.pt)
Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Sábado, 11 Novembro 2017 13:31

EUA
Candidato homofóbico ao Senado acusado de abusar sexualmente de menina de 14 anos



O candidato do Senado Republicano, Roy Moore, foi acusado de iniciar uma relação sexual com uma criança de 14 anos


O ex-juiz é o favorito na corrida para o assento do Senado dos EUA deixado livre pelo Procurador-Geral da Trump, Jeff Sessions, tendo sido apoiado efusivamente por Donald Trump.

Moore já estava envolvido num escândalo ao seu acusado de ter tentado esconder pagamentos de mais de 1 milhão de dólares da "Foundation for Moral Law", uma organização anti-LGBT sem fins lucrativos da qual ele foi fundador em 2002.

E agora vieram a público acusações que Moore teria abusado de Leigh Corfman de 14 anos em 1979 quando Moore tinha 32 anos. Moore terá pedido o telefone a Leigh depois da conhecer junto a um tribunal no Alabama. Segundo o relato de Leigh ao Washington Post, o então procurador assistente ligou-lhe passado uns dias e levou-a de carro para a sua cabana na floresta onde se despiram. Eles iniciaram preliminares com carícias sexuais, ele tentou oferecer-lhe álcool e ter relações sexuais com ela. Ela recusou-se e ele então levou-a de volta à cidade.

Até 10 anos de prisão

A idade legal de consentimento no Alabama é de 16 anos: uma pessoa com pelo menos 19 anos de idade que tenha contato sexual com alguém entre 12 e 16 anos cometeu sexo abusivo no segundo grau. A definição inclui toque de partes sexuais ou íntimas, e é um crime punível com até um ano de prisão.

Há também uma seção na lei sobre seduzir uma criança com menos de 16 anos para entrar em uma casa com a finalidade de propor relações sexuais ou carícias de partes sexuais e genitais. A crime é punível até até 10 anos de prisão.

Mais acusações de avanços sexuais

Três outras mulheres disseram ao The Washington Post que Moore as perseguiu sexualmente quanto tinham entre 16 e 18 anos e ele estava nos seus 30 anos. Elas disseram que acharam as suas aproximações positivas quando aconteceram, mas que chegaram à conclusão que havia algo de errado mais tarde. Não relataram, no entanto, nenhuma acção de Moore para algo mais concreto como um relacionamento ou encontros sexuais.

Moore nega tudo

Moore, agora com 70 anos, negou as acusações, dizendo: "Essas alegações são completamente falsas e são um ataque político desesperado pelo Partido Democrata Nacional e pelo Washington Post nesta campanha".

Historial de homofobia e transfobia

Roy Moore tem um longo historial de ódio: em 2015 deu a entender que tinha dúvidas se os homossexuais deviam ser executados. Também é conhecido por ter sido expulso de seu papel como o juiz principal no Alabama em 2003, depois de abusar de sua autoridade numa tentativa de bloquear a igualdade no casamento no estado. As suas posições sobre questões LGBT são transversais. É contra a parentalidade por pessoas do mesmo sexo: declarou que uma mulher que teve um relacionamento lésbico não poderia ter contacto com os filhos e, este mês, disse que as pessoas transgéneras "não têm direitos" e que não deviam ter acesso ao serviço militar. Em agosto de 2017 sugeriu que os ataques de 11 de Setembro aos EUA foram uma "punição de Deus" pelo declínio na religiosidade nos EUA.

As eleições especiais para o lugar do Senado no Alabama estão marcadas para 12 de Dezembro.

EUA: Candidato homofóbico ao Senado acusado de abusar sexualmente de menina de 14 anos

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2017 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas CINCO e SEIS.
Depois clique em OK.

© 1996-2017 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal